quinta-feira, 31 de maio de 2012

Como agir contra a agressão verbal?


Respondendo ao Abuso Verbal:

Se o seu cônjuge, a pessoa que você está mais próximo do habitual, o agride verbalmente e rejeita seus sentimentos, você começará a ver a si mesmo e suas necessidades como sem importância e irrelevante. Quando você finalmente reconhecer que pode estar sofrendo de agressão verbal terá que se focar e procurar ajuda. Aqui estão alguns passos que você pode seguir:


·         Abuso nunca se justifica assim, você nunca deve se sentir culpa.
·  Deixe o abusador saber que suas palavras são nocivas e discuta com ele o fato de que isto é inaceitável. Estabeleça limites sobre o que você vai e não vai aceitar a partir do seu agressor.
· Procure aconselhamento, em conjunto ou separadamente. Não haja como vítima, mostre-lhe, através de suas ações que você é um adulto e só aceitará respeito. Você pode fazer isso quando não responder com palavras feias, com raiva ou vitimização. Saia do ambiente e diga que está saindo, pois não concorda e não aceita este tipo de agressão.
·         Cerque-se de um sistema de apoio de familiares e amigos. Discuta com eles o que está acontecendo e como você está sentindo.
·         Se o abuso verbal poderá torna-se abuso físico. Sua segurança pessoal é muito mais importante do que a relação.
·         Não bata de frente com o seu agressor. Tenha calma e foque aonde quer chegar. Respire e seja firme. Tudo que eles querem e ter ver explodindo.
·         Tente retomar o seu poder. Busque não reagir às agressões do abusador, pois é tudo o que ele quer, pois terá a certeza de que têm poder sobre suas emoções. Não permita que o abusador tenha controle sobre como você se sente.
·         Há momentos em que a melhor coisa que você pode fazer por si mesmo é romper todos os laços com o seu agressor. Se você tomar essa decisão consulte um advogado. familiarizado com a violência doméstica, procure o seu sistema de apoio e foque na aprendizagem busque obter boas habilidades de enfrentamento.
Por favor, se puder deixe um comentário, sobre o que gostaria que eu escrevesse ou se gostaste do assuntos abordado, obrigada.

Boa Sorte,
Qualquer coisa entre em contato conosco que iremos lhe auxiliar.
Martina

2 comentários:

  1. Olá.... meu marido faz isso tudo mas depois acabar Com palavras doces e carinhoso e a pedir desculpa que foi dos nervos... agora ganhei coragem foi facto de Ele estar fora e dei um tempo na relação.... agora sinto me bem sem Ele por perto mas não consigo perceber o porque de ter pena dele porque parece estar a sofrer mas já não quero voltar para Ele... sinto me bem assim sem Ele mas vamos estar sempre ligados porque temos um filho... nas Penso que ganheis Finalmente coragem para acabar Com isto... o que ei de fazer para realmente ter força para seguir Em frente sem olhar para trás... obrigada agradecida.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia .. gostaria de relatar a situação q estou passando no momento e não sei como agir.. poderiam me ajudar?
    Tenho um terreno q foi comprado com meu pai, más o dividimos com um muro ao meio sendo um lado para cada um, nos tornamos vizinhos. A 2 anos e 10 meses perdi minha mãe e agora meu pai precisa de uma atenção especial. Meu irmão do meio q morava de aluguel veio morar na casa do meu pai com a esposa, sendo q o mesmo paga apenas a água, o telefone q raramente usam e alguns mantimentos para casa. Meu pai que é responsável mistura e pelo resto das despesas, foi um trato feito por eles. Minha cunhada engravidou do primeiro filho, tem 35/36 anos e diz ser uma gravidez de risco e não pode fazer nada.. não pode ficar nem em pé e quem limpa a casa é meu irmão no final de semana.. nunca ninguém acompanhou ela em alguma consulta e então não sabemos até aonde esta o risco, fica com cara de doente qdo esta em casa e qdo precisa sair vai a pé.. pega onibus e fica com uma ótima aparencia. Esta usando essa gravidez para se fazer de vitima... Não gosta q eu entre na casa do meu pai ou mexa nas coisas da cozinha, sendo que quem esta preparando a comida dele sou eu, eu q levo meu pai ao médico e eu q cuido dele .. então o acesso é livre pra mim naquela casa... ela fala como se fosse dona e fala q não mando ali e que enquanto meu pai estiver vivo ele q manda ... q não irá sair dali enquanto meu pai não mandar eles embora.. Qdo não estou na minha casa, meu irmão e minha cunhada saem não deixam nada pronto e muito menos se preocupam em largar meu pai sozinho... e eu ainda levo o nome de folgada, de cinica, de falsa. Falei sim q ali entro e sai quando eu bem entender, escrevi (whatsapp) pro meu irmão q ela fica caçando assunto pra brigar e eu não briguei com ele, o problema era eu e ela , falei q ela estava precisando de uma ajuda médica pq esta atormentada e q nunca brigamos ate ela entrar naquela casa.. Meu irmão mostrou pra ela tdo q escrevi,então ela disseq eu fico falando mal dela que esta passando nervoso e que se acontecer algo com o bebê dela irei presa se eu sabia disso?.. falou pra eu me cuidar pq não sei o q vai acontecer comigo e q só não foi pra cima de mim pq esta gravida, então chamei ela de louca, falei q não vejo a hora de irem embora, então começou a chorar. Gostaria de saber como devo agir com esta situação , me ameaçando falando q qualquer coisa q acontecer com ela ou o Bebe irei presa. Não fico em casa, pq entro pra trabalhar as 8:00AM e só chego em casa após as 20:00PM.. Vou na casa do meu pai p dar janta pra ele e para o almoço ja deixo a comida pronta apenas pra ele esquentar no micro ondas, não tenho tempo de ficar arrumando confusão, ela espera eu estar sozinha(sem a presença do meu marido e das minhas filhas) pra ficar arrumando confusão. Parece q tem prazer em deixar o clima ruim, a primeira vez q brigamos foi no dia dos pais , acabou com o nosso almoço e meu irmão estava presente viu tudo, agora foi ontem dia 03/09/2015 , meu pai esperava a visita do meu outro irmão q mora em outro estado , faziam 5 anos q não nos viamos e ela mais uma vez estragou tudo, nem fui trabalhar para preparei o almoço pq neste dia ela disse ter uma consulta e ia largar meu pai na mão. Deu ataque nela falando q se eu quisesse eu q fisesse as coisas e é sempre assim, meu pai nunca pode contar com ela ou com meu irmão, marido dela. Me xinga, falando q sou folgada que ali ela que é a mulher da casa, sendo q não faz nada pelo meu pai e qdo vou fazer ou pedir algo pro meu irmão ela acha ruim.. Me ajude , ela me provoca até me tirar do sério, me insulta e me ameaça.. Tenho medo dela agir contra si própria e dizer q fui eu, preciso da ajuda de vcs. Obrigada.

    ResponderExcluir